As 12 Leis Universais e como Praticá-las

Atualizado: 10 de fev. de 2021




Todos nós já ouvimos falar da lei da atração - mas e quanto à lei da polaridade, a lei da unidade divina ou a lei da correspondência? É isso mesmo - a lei da atração é apenas uma das 12 leis universais, e familiarizar-se com as outras 11 pode nos ajudar a desbloquear uma vida mais alinhada espiritualmente. Aqui, a autora espiritual Shannon Kaiser e a assistente social Vasavi Kumar, LMSW, MSEd, compartilham sua perspectiva sobre por que essas leis são importantes e como podemos colocá-las em prática.


Quais são as 12 leis universais e de onde elas vêm?


As 12 leis universais são consideradas leis intrínsecas e imutáveis ​​de nosso universo, que as culturas antigas sempre conheceram intuitivamente. As leis são freqüentemente associadas ao Ho'oponopono, uma meditação pela liberdade originada na antiga cultura havaiana. Algumas das leis, no entanto, também são atribuídas à filosofia hermética que remonta ao antigo Egito.


A lista de leis antigas resistiu ao teste do tempo, pois Kaiser, Kumar e muitos outros ao redor do mundo ainda trabalham com elas hoje. "Todas as leis tratam de dominar sua vida com amor e alegria", explica Kaiser. Aqui está uma introdução aos temas e fundamentos de cada um:


As 12 leis e como usá-las.


1. Lei da Unidade Divina:


A primeira e mais fundamental lei do universo é a Lei da Unidade Divina, que destaca a interconexão de todas as coisas. Diz que além de nossos sentidos, todo pensamento, ação e evento está de alguma forma conectado a tudo e qualquer coisa.


Kaiser observa que isso pode parecer um pouco inebriante, mas aplicá-lo na vida real envolve "ser compassivo com os outros. Somos todos criados de uma fonte divina, com isso em mente, todos fazemos parte do mesmo". Ela recomenda trabalhar essa lei fazendo perguntas como: "Como posso mostrar mais compaixão e aceitação por aqueles que não entendo?" ou "O que o amor faria?"


2. Lei da Vibração:


No nível microscópico, tudo está em movimento constante, vibrando em uma frequência específica. Isso se aplica à matéria, mas também à frequência pessoal. Esta lei diz que nossa frequência vibracional pode informar nossa experiência vivida.


Por exemplo: "Você pode receber dinheiro, mas talvez não consiga segurá-lo", observa Kumar, "porque, vibracionalmente, você poderia estar operando em um nível inferior". Se você sentir necessidade de elevar sua frequência (boas vibrações, alguém?), Há muitas práticas excelentes para fazer isso, incluindo ioga, banho de som e trabalho com os chakras.


3. Lei da Correspondência:


Essa lei afirma que os padrões se repetem em todo o universo e, em um nível pessoal, nossa realidade é um espelho do que está acontecendo dentro de nós naquele momento. Pense: "Assim como é acima, é embaixo. Como é dentro, é fora".


O mantra de Kaiser para essa lei? Isso está acontecendo para você, não para você. "Se nossa vida é caótica e amedrontadora", diz ela, "é porque há caos e medo dentro de nós. Se nossa vida parece calma e fundamentada, é porque sentimos

paz interior. "Em qualquer situação problemática, ela sugere que pergunte o que a situação pode mostrar a você sobre você e o que requer cura interior.


4. Lei da Atração:


Sem dúvida a mais falada sobre a lei universal, a lei da atração é freqüentemente usada para manifestação. Diz que semelhante atrai semelhante e você obtém aquilo em que se concentra. Não apenas isso, mas você tem que acreditar que o que você está procurando é possível obter. É semelhante à lei da vibração dessa maneira; é importante aprender a vibrar em um nível que atraia o que você está procurando.


Se você quer amor, mas não dá amor, por exemplo, está enviando ao universo uma mensagem sobre suas prioridades. Se você repetir uma afirmação, mas não acreditar no que está dizendo, é inútil. “Quando nos concentramos no que queremos versus o que não queremos, isso aparecerá em nossa vida”, diz Kaiser.


5. Lei da Ação Inspirada:


Intimamente relacionada à lei da atração, a lei da ação inspirada trata de dar passos reais e acionáveis ​​para convidar o que queremos para nossas vidas. Freqüentemente, a inspiração vem de dentro. "A ação inspirada é aquele empurrãozinho interno", diz Kumar. "Nem sempre é um plano de ação."


Ela acrescenta que praticar essa lei significa desacelerar, ficar quieto e criar espaço para orientação interna. Quando deixamos de lado nossa necessidade de organizar e controlar como as coisas vão funcionar e, em vez disso, estamos abertos a todas as possibilidades, isso abre espaço para novas maneiras de atingir nossos objetivos que poderíamos não ter considerado de outra forma.


6. Lei da Transmutação Perpétua de Energia:


Essa lei afirma que, em um nível energético, tudo no universo está em constante evolução ou flutuação. Cada ação é precedida por um pensamento, com os próprios pensamentos tendo o poder de eventualmente se manifestar em nossa realidade física.


Já esteve perto de uma pessoa negativa e sentiu que sua própria positividade se esgotava? Esse é um exemplo - mas também pode funcionar ao contrário: frequências mais altas transmutam as mais baixas quando aplicadas com intenção. Sabendo disso, podemos buscar ativamente elevar a energia negativa ao nosso redor com nossos pensamentos e ações.


7. Lei de Causa e Efeito:


Relativamente direta, essa lei destaca a relação direta entre ações e eventos. O que é importante observar aqui, de acordo com Kumar, é que muitas vezes não podemos ver os efeitos imediatamente, mas eles voltarão.


"O que você colocou lá fora pode não voltar para você naquele momento, mas aquela vibração, aquela energia que você colocou lá, tem um efeito cascata. Se você está vindo de um lugar de raiva ou ressentimento, se você colocar essa energia lá fora, você acabará sendo afetado como resultado. "


8. Lei de Compensação:


A lei da compensação está intimamente ligada à lei da atração e à lei da correspondência. "Você colhe o que planta" é a principal lição, com a lei afirmando que seus esforços sempre retornarão positivamente. Se você está procurando algo, deve contribuir de alguma forma para o seu objetivo.


Para trabalhar com essa lei de uma maneira que atraia (ou compense) amor e apoio, por exemplo, Kaiser sugere que se pergunte: "Onde estou sendo chamado para servir e apoiar os outros hoje?"


9. Lei da Relatividade:


Esta lei sugere que estamos inclinados a comparar as coisas em nosso mundo, mas, na realidade, tudo é neutro. O relativismo existe em todas as coisas e, no final, o significado se resume à nossa perspectiva e percepção.


A aplicação dessa lei pode nos ajudar a compreender as partes mais difíceis de nossa vida com maior compaixão. Por exemplo, se estamos nos sentindo ingratos por nossa situação de vida, pode ser porque estamos comparando nossos arranjos com os de outra pessoa. Em vez disso, seria melhor apreciarmos o que temos sem precisar compará-lo com outra coisa.


10. Lei da Polaridade:


Essa lei diz que tudo na vida tem um oposto; bem e mal, amor e medo, calor e frio. A chave é entender que esses são os dois lados da mesma moeda.


Kaiser trabalha com essa lei por meio do mantra Todo contraste traz mais clareza. Se você estiver enfrentando uma situação difícil, como uma separação ou um problema de saúde, por exemplo, sintonize-se com o oposto, que pode revelar uma nova perspectiva ou lição.


11. Lei do Ritmo:


Os ciclos são uma parte natural do universo. Fisicamente, você pode pensar sobre as estações do ano na Terra. Em nossas próprias vidas, podemos lembrar que a integração é tão importante quanto o crescimento. Kumar observa: "Esperamos ser do mesmo jeito o tempo todo, quer pensemos em nossa saúde ou mesmo na produtividade", mas isso não é sustentável.


Observe seus ritmos internos e tente trabalhar com eles em vez de lutar contra eles. Sentindo-se esgotado? Talvez seja melhor descansar um pouco em vez de seguir em frente.


12. Lei do Gênero:


E, por último, a lei do gênero tem a ver com a energia masculina e feminina que existe em todas as coisas. Kaiser observa que grande parte de nossa sociedade tem operado historicamente a partir de uma mentalidade masculina de "agarre e faça", que não permite muito espaço para apenas ser. Alcançar o seu próprio equilíbrio entre as energias masculinas e femininas pode ajudá-lo a viver de forma mais autêntica.


E aí está: as 12 leis universais. Antes que você fique muito sobrecarregado, integrá-los à sua vida é mais sobre compreendê-los e conceitualizá-los de uma forma que faça sentido para você. Kumar observa que não precisa ser tão analítico; “Compreenda o conceito e mantenha-o em segundo plano em sua mente”, diz ela, para aprender como trabalhar com eles nos cenários do dia-a-dia. Agora que você conheceu essas leis, é provável que elas voltem a surgir em sua vida.



Copyright © : MEU SUBCONSCIENTE APP

643 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo